Tem muito ou tem pouco?

Em Agosto a ANEEL realizou leilão para descontratar energia eólica. O fato se justificou por um estudo - que não foi propriamente divulgado - avaliando que 8.000 MW de eólicas em construção seriam excessivos. O leilão da ANEEL foi o primeiro passo para corrigir a 'distorção'. Foram 25 projetos - 16 de energia eólica e 9 de solar, somando 557 megawatts. Ninguém divulgou detalhes de como se procederá a rescisão dos contratos - se há custos para a União. 

Em Setembro, a bandeira tarifária de energia passou para a bandeira amarela. A justificativa foi, segundo a ANEEL, a situação dos reservatórios das hidrelétricas, que é a mais crítica da história. Dados do ONS mostram que a energia eólica instalada no país contribui para evitar uma situação mais crítica dos reservatórios. Isso porque as eólicas geram mais energia no período de estiagem, quando a água das hidrelétricas diminui.

Afinal de contas, tem muita energia eólica ou tem pouca?

Comentários

Postagens mais visitadas